terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Já fui e já vim!

Foram só 1.100km para estrear o carrito novo nas andanças transmontanas!
A estreia foi à séria porque para Lisboa trouxe as alheiras e o smell é sempre uma coisa muito agradável sou um bocadinho sensível de nariz.
A ida para Trás-os-Montes não foi das mais agradáveis, não parou de chover a viagem toda e para ser melhor ainda havia nevoeiro quas cerrado. De tal maneira que nos túneis da Gardunha apanhámos uma brigada de trânsito que começou a circular no meio das 2 faixas até à Guarda, mas claro que a inconsciência, a falta de civismo e até o desrespeito pela autoridade revelou-se uma vez mais. Não é que alguns condutores tentavam ultrapassar a BT!!!!!
O tempo não esteve grande coisa, frio, muuuuito frio e cinzento o que ajudou a um dos objectivos – fazer alheiras!
Todos os anos achamos que é o último ano que as vamos fazer, mas como todos nós adoramos alheiras, lá nos enchemos de energia com a minha Mãe e vamos a trote fazê-las.
Acaba por ser divertido, vão sempre 2 ou 3 mulheres da Vila ajudar e as conversas não param, apesar de passarmos 1 dia na cozinha…
Lareira acesa, caldeirões, preparar as carnes, cozê-las, desossá-las, picá-las, cortar o pão fininho, atar as tripas, fazer toda aquela massa, temperar, encher as tripas, atá-las outra vez e pendurar o resultado final para secar!
Foram mais ou menos 4 dias em que dormi muito é o sítio onde melhor durmo, pensei muito e...

2 comentários:

gimbras.nofuturo.com disse...

Na minha família já não se fazem alheiras. A minha Avó já partiu... Nem posso ir lá no Natal, a casa não tem condições pró frio.

mimanora disse...

Se conseguires recuperar essas tradições um dia vais ver que vale a pena!