quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Fidelidade e lealdade

Há uns tempos, em conversa com um amigo falávamos sobre fidelidade e lealdade.
Perdoamos a infidelidade, mas não a deslealdade.
É mais importante ser leal do que ser fiel.
Estas foram as conclusões da nossa conversa.

Esta conversa de vez em quando passa-me pela cabeça.
Mas será? Não serão as duas uma só?
Para tirar teimas fui ao dicionário e:
Lealdade: nome feminino; qualidade de leal; fidelidade; sinceridade
Fidelidade: nome feminino; qualidade do que é fiel; Lealdade; rectidão; Constância; perseverança; Exactidão; veracidade; Grau de precisão com que um sistema reproduz som e imagem ; Cumprimento dos compromissos de monogamia assumidos com conjugue, companheiro(a) ou namorado(a)

Lealdade e Fidelidade são sinónimos, mas não dependerá o seu significado da situação?
Numa relação por exemplo, podem existir várias situações:
- Eu fui infiel, mas confessei, por isso fui leal?
- Voltei a ser infiel e confessei novamente. Isso continua a fazer de mim uma pessoa leal?
E se tudo isto for repetitivo e o ser leal servir quase como desculpa para poder ser infiel?
Vendo de outra maneira:
Fui infiel por acaso, encontrei uma pessoa houve uma química e … contei, fui leal?
Mas encontro um ex namorado, sou infiel, conto. Fui leal?

O melhor é parar por aqui, já estou a ficar com um nó de fidelidade e lealdade na cabeça, o Tico e o Teco zangam-se e ainda se dá um curto circuito...

9 comentários:

João disse...

Lá está, eu penso que a lealdade, assim nestes contextos, tem a ver com o facto de não mentirmos às pessoas e a fidelidade com as, vá, traições.

mimanora disse...

Pois eu também, João, mas será que é leal trair? Mesmo que confessemos que traímos? E quando isso não acontece só uma vez?
Eu acho que não.

Alexandre disse...

A lealdade nunca pode servir de desculpa... porque se voltamos a repetir os erros, mesmo voluntariando a verdade, nunca estaremos a ser leais... nem com a outra pessoa, nem conosco próprios.

gimbras.nofuturo.com disse...

Epá, é a mesma coisa. Ser leal é ser incapaz de cometer uma infedilidade.

Com essas tiradas eram todos os maridos leais e pulavam todos a cerca. Tinham 500 amantes e usavam e abusavam da desculpa: "Ah, contei-te, por isso fui leal". Isso não é ser leal, é ser sincero e contar a verdade.

Leal é um misto de sinceridade e fidelidade. No sentido de "sou teu amigo, sou fiel a ti e como tal por ser leal digo-te o que penso que é melhor para ti com sinceridade. Mesmo que não gostes."

:D

Um gajo qualquer... disse...

Não iremos por aí... é um caminho demasiado sinuoso.

;)

mimanora disse...

As vossas respostas só fizeram com que tivesse mais a ccerteza da minha conclusão ;)

Thunderlady disse...

Raramente falei sobre isso com alguém, muito poucas foram as pessoas, é um tema "sensível", digamos.

Também cheguei a ir ver ao dicionário a definição e dei de caras com sinónimos. Para mim não são, não sinto o mesmo quando falo de fidelidade ou de lealdade.

Associo muito a lealdade a uma amizade e a fidelidade a um relacionamento intímo. E se a infidelidade doi mas passa (souberem as pessoas ultrapassar a traição) a deslealdade deixa marcas fortes, tão fortes que é preciso muito para poder voltar haver confiança.

Bem, comigo é assim que se passa.

Beijinhos

mimanora disse...

Thunderlady, em parte estou de acordo contigo pq também associo a infidelidade a uma relação e a lealdade aos amigos. Mas o marido, mulher, namorado, seja o que for deverá ser ao mesmo tempo o melhor amigo e numa relação também tem de existir lealdade além da fidelidade, daí toda esta confusão do meu Tico e Teco ;)

Matrix disse...

Podemos colocar ainda uma outra palavra em jogo que pode baralhar...
INTEGRIDADE
Corresponderá a Lealdade e Fidelidade aos meus princípios!
Se eu não for integro comigo mesmo, como poderei ser na minha relação com os outros?????