sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Há coisas que me ultrapassam.

Devo ser loira de todo! (sem desprimor para as loiras, também faço parte do clube).

Porque raio andam a discutir, a preocupar-se, a perder tempo e dinheiro com a educação sexual nas escolas quando a educação em geral é que precisa de ser implementada?

10 comentários:

Wish disse...

Porque têm de se começar por algum lado... Bj*

mimanora disse...

Wish começar pelo "fim" nunca foi muito boa política.

pensamentosametro disse...

Olha aplaudo de pé. só a favor da educação sexual, mas como tu acho que devemos começar pela educação e sobretudo pelo restabelecimento da autoridades, (atenção não cofundir com autoritarismo).


Bjos


Tita

L.M disse...

São coisas que também não entendo!!! :p
Deviam começar pelo que já existe e só depois meterem se noutras coisas!! Mas enfim...

Bijoooo

Um gajo qualquer... disse...

Ora agora é que tocaste na ferida!!!!!

;)

uena disse...

Completamente de acordo.
E sinceramente acho que não é necessário uma disciplina só de educação sexual.
Devia ser implementada no meio das ciencias e biologias e psicologias e afins. Eu acho... =)

Thunderlady disse...

Boa pergunta!

Até porque segundo percebi ontem nas notícias educação sexual é entregar preservativos.
E eu que pensava se routra coisa...

;)

Bj

João disse...

É para "distraír".

gimbras.nofuturo.com disse...

São os velhos do Restelo que só atrapalham as mudanças. Depois queixam-se que o Governo nada faz.

mimanora disse...

Tita,L.M, Gajo, Uena, Thunderlady, João e Gimbras, obrigado pelos comentários.
Não me quero alongar muito mas penso que deviam preocupar-se 1º com a educação básica, a reposição dos valores e principios e como diz a Tita com o restabelecimento da autoridade.
Andei no liceu na década de 70, tinhamos aulas de educação sexual na disciplina de biologia e dependia do professor desenvolver mais ou menos esta matéria.
Além disso, julgo que a educação sexual como a outra deve começar em casa.
Eu tento fazer isso e já tive "provas" de que dá resultado.