segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Evitar magoar...

O que dizer quando sabemos de alguém que tem um begain (como ele tanto repetiu), paixoneta,por nós?
Por vezes cruzamo-nos com pessoas em quem deixamos uma marca sem darmos por isso e…. muito, mas muito mais tarde reencontramo-las, por acaso, e surge uma declaração que terá sido feita também no passado, mas que na altura nem a ouvimos e agora ficamos sem saber o que responder.
A atrapalhação surge na resposta, talvez fruto do que a vida nos ensinou, por causa de muitas coisas que nos aconteceram, porque sabemos que as palavras são as que ele não queria ouvir, um gesto ou uma entoação errada podem causar dor e ficamos horas a ouvir, sem querer dar esperança do que quer que seja, mas também e principalmente, sem querer magoar. E ali ficamos a ouvir e a pensar "como saio desta?"
Só ocorre uma frase estúpida como “talvez tenha sido no timing errado” ou “é tudo uma questão de clic” e é pior a emenda que o soneto, porque depois há a pergunta "E agora?".
Damos por nós a pensar “tenho de ser directa”, “porque raio o poupo a ele quando não me pouparam a mim” e assim por diante.
Mas magoar alguém deliberadamente…, dar esperanças é mais cruel ainda…
E assim nos despedimos de alguém a correr, a fingir que temos pressa, a evitar dar o número de telemóvel.

10 comentários:

Alexandre disse...

Poupar o quê?! Há que ser directo, sem magoar a pessoa gratuitamente, mas directo.

mimanora disse...

Alexandre, talvez não tenha utilizado o termo certo, queria era dizer como ser directa e ao mesmo tempo não magoar-
Com ele já me aconteceu isto uma vez... é um déjà vue que me incomoda...
É claro que tens razão.
Beijinho

Nirvana disse...

Mimanora
Claro que ficamos tristes quando ouvimos o que não queremos, por mais que tentem "dourar" as palavras. Não há maneira de não sentir tristeza. Podemos até ficar magoados, mas ao mesmo tempo, concluímos que aquela pessoa teve consideração, teve respeito por nós. Eu entendo-te perfeitamente, esse medo de magoar. Mas há coisas que são inevitáveis. Não é magoar deliberadamente. Isso aconteceria se tu decidisses, sem mais, magoar alguém, o que não é o caso. A mim, nada me magoa mais do que a mentira e não me respeitarem como pessoa. Eu preferia que me dissessem a verdade. Provavelmente, só estás a adiar a situação.
Beijinho

mimanora disse...

Nirvana, nada magoa mais que a mentira sim, o problema aqui é já lho ter dito, ter sido directa e ele não entender... por isso "fugi" assim que pude.

Thunderlady disse...

Li os comentários anteriores, dizes à Nirvana que já foste directa e ele não entendeu. Se foste mesmo directa e ele continua a insistir talvez ele seja o género lapa que acha que se insistir tu mudas de ideias. Podes dizer que não mudas, estás decididia... olha não sei! Falar é fácil, né? Quando elas nos batem à porta é que vemos como é difícil!

mimanora disse...

Thunderlady,há aqui um intervalo razoável de tempo, acho que ele pensa que as coisas podem ter mudado, dei-lhe a entender que não, vamos ver... pelo que me pareceu não entendeu muito bem...

gimbras.nofuturo.com disse...

O pior é se andamos cheios de cuidados e a outra pessoa nos responde brutamente: "sê directo, estúpido, não gosto cá de paninhos quentes". :S Preso por ter cão, preso por não ter...

Gemini disse...

Quando o coração de alguém nos "vê" dessa maneira, diferente da maneira como "vê" outras pessoas, quando nos elege, no meio de tantas outras, estaremos a ser elogiados da forma mais sincera que poderiamos ser!

O tratamento em caso de "desencontro" exige sensibilidade. Muita. Mas também exige frontalidade. Daquela que não deixa dúvidas.

Uma conversa franca e directa, Mimanora, pode magoar. Mas vai poupar a dor que se prolongará até ao NÃO esclarecedor que, provavelmente, mais tarde ou mais cedo terás de dizer!

Um beijinho!

Nirvana disse...

Sabes o que eu acho, Mimanora? Que isto anda tudo ao contrário!! Acho que devíamos trazer tipo um chip que pudessemos programar.
Porque é que simplesmente por vezes (muitas vezes) não conseguimos gostar de quem gosta de nós? Porque é que temos a mania de gostar de quem não merece nada, absolutamente nada, de nós? Deviamos ser capazes de controlar isto, de alguma forma.
Isto hoje anda nublado, por aqui...
Essa situação não é fácil. Se já lhe disseste, deixa correr, pode ser que um dia se conforme. Não podes fazer nada em relação ao que ele sente (se calhar nem ele, a não ser esperar que passe). Isso já é opção dele.
Beijinho

eva disse...

Se tens mesmo a certeza do que sentes ou do que não sentes, acho que mais vale ser mesmo directo. A outra pessoa vai agradecer, penso eu, que preferiria receber a verdade, mesmo q magoasse um bocadinho.