quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Gostava que soubessem...




... que comecei este blog porque precisava de
desabafar.
Foi num momento muito mau, péssimo da minha vida.
Incentivada por um querido amigo, foi mais uma das armas que usei para ultrapassar e conseguir derrotar toda a tristeza, desilusão e dor que me tinha sido imposta.
Uma arma dos tempos modernos, virtual mas eficaz!
Não sabia o que era este "mundo" sabia da sua existência, lia algumas coisas mas nem sabia como funcionava, o objectivo era mesmo desabafar e nem pensava se teria comentários ou não.
Revelou-se uma das armas que mais me ajudou. Porquê?
Porque neste "mundo" "conheci" pessoas (alguns conheci mais tarde em carne e osso!) que me deram a força, a mão e o amparo que necessitava não por falta de amigos palpáveis (esses tenho-os e nunca me deixaram). Mas o anonimato desta arma ajudava a expressar sentimentos que com eles, os palpáveis, não conseguia, ajudava a extravasar tudo o que me ía na alma sem os alugar tanto. Sim porque por mais amigo que se seja há dias, momentos em que não se aguenta tanto aluguer e eu aluguei-os de verdade!
Foi também aqui que consolidei uma amizade recente que me tem dado a mão incondicionalmente!
Não sei se estou "agarrada" ou não, nem me interessa, sei que gosto de vos ler, de vos acompanhar e de saber que me acompanham.



Isto tudo para dizer que vos adoro (adorar só a Deus como diria a minha tia, eu sei, mas não encontro palavra que mostre melhor o que sinto) e confesso que às vezes, mesmo sem vontade de escrever, escrevo para vos sentir vir aqui e... sabe bem!

8 comentários:

Pés disse...

Olá e tu a mim embelezas-me os dias, fazes a minha vida melhor mais facil mais feliz de caminhar.
Mesmo à distância és insubstituivel.
Abraços
Pés

gimbras.nofuturo.com disse...

Entendo-te perfeitamente. Sempre fui contra a blogosfera por se tratar de sites instantâneos. Mas, como diz o outro: não fales do que sabes.

:D

Thunderlady disse...

Achas que consegues continuar a usar o blog do mesmomodoque usavas no início? Assim despida de tudo?
Comigo foi mais ou menos o mesmo mas à medida que me fui envolvendo perdi a capacidade de falar tanto de certas coisas.
Bem, outras foram acontecendo , algumas delas tu sabes.

Fica por aqui, vá, mesmo que estejas silenciosa há momentos em que precisamos de estar calados :)

Beijinhos

Poetic GIRL - BELA disse...

Eu estou a adorar a experiência, em cada esquina me cruzo com as vossas histórias, umas fazem me rir, outras chorar mas sinto-vos muito próximo e isso é tão bom... beijocas

Um gajo qualquer... disse...

O tempo passa e é engraçado os laços que se constroem por aqui... É bom ler o que escreves e obrgado pela tua "presença" nos momentos menos bons.

:)

mimanora disse...

Pés, exageras um bocadinho , não?

Gimbras, :)

Thunderlady,às vezes retraio-me e não escrevo algumas coisas, é verdade. Mas a maior parte das vezes penso que ponho nú e crú aquilo que sinto, até porque o que escrevo é para mim mesmo salvo indicação em contrário ;)

Poetic Girl, sê bem vinda!

Gajo, tu foste dos primeiros a ler-me e a comentar-me :). Obrigado eu por continuares por aqui!

Nirvana disse...

Acho que o motivo porque começaste é comum a muita gente. O importante é que te ajudou. Tens toda a razão. "conhecemos" aqui pessoas que começam a ser importantes para nós, que nos ajudam mesmo sem nos conhecer. Com quem aprendemos.
Comigo aconteceu assim. Comecei sem fazer ideia do mundo que era a blogosfera. Primeiro um pouco "a medo", mas depois apercebi-me que o meu espaço era um espaço onde podia falar de tudo, sem censuras, sem ter de pensar se o que escrevo está correcto, se é o certo. Porque às vezes também sou incerta :(. O meu mundo alargou-se e "conheci" pessoas incríveis aqui.
Sabias que foste a primeira pessoa a deixar um comentário no meu? Pois é ;)
Beijinhos e continua :))

eva disse...

E já te sentes menos à Nora?
O meu blogue foi uma experiência para desabafos e não só... e teve e está a ter resultados que nunca pensei! E isso é bom, quando somos surpreendidos! Obrigada por me leres! Eu continuarei sempre a vir aqui ler-te! beijinho