quarta-feira, 12 de agosto de 2009

E porque continuo na mesma...

O excesso de trabalho, a preguiça continuam a assaltar-me ou a falta de tempo para pensar, para pôr as ideias em ordem e conseguir escrever algo de jeito.
Talvez seja do bom tempo que nos leva a querer aproveitar cada minuto de praia , de esplanada, de varanda, de terraço... de ar livre de preferência em boa companhia.
Talvez dos pensamentos que pulam desordenados, o certo é que não consigo ter um bocadinho para pensar com calma.
Não consigo ou não quero, não quero é mesmo o mais acertado... não quero pensar no que me tem assaltado ultimamente, sejam bons ou maus pensamentos. Não quero mesmo porque os maus pensamentos são mesmo maus. Prefiro por isso andar por aí, vaguear por onde me levam para me distrair.


Provavelmente nada disto terá nexo, mas não importa, cheguei à conclusão que o nexo é como a verdade, como a lógica, como a maioria do que nos rodeia - tudo depende da perspectiva...

5 comentários:

Pés disse...

Olé
Aproveita então esse teu estado de espirito. Como eu digo sempre se é assim que o teu corpo quer estar nesse dolce far niente da praia da esplanada do sol do deixar os pensamentos vir e deixa-los ir tambem.
Aproveita.
Quando for para escrever vais ver que tambem vem naturalmente.
E eu cá estarei à tua espera.
Abraços
pés

gimbras.nofuturo.com disse...

Muito bem escrito. A própria faltava de nexo tem... nexo.

Nirvana disse...

Aproveita esta onda de bom tempo que nos permite aproveitar o sol e esses momentos que só podem existir com ele. Para pensar, temos o ano inteiro, e cada vez acredito mais que às vezes pensamos demais.
Nexo... como costumo dizer, isto assim não tem lógica nenhuma, mas pelo menos tem nexo!
E viva a vida!
Beijinhos

gimbras.nofuturo.com disse...

Enganei-me: "a própria faltava de nexo tem... nexo". Queria dizer, a própria FALTA de nexo... tem a sua lógica.

eva disse...

A perspectiva também é relativa! :)