segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Gostar



Alguns gostam de complicar um sentimento que é natural e simples, assustam-se, não depende de nós mas pode dar-nos a volta a tudo, pode tirar-nos da nossa tranquilidade.
É um sentimento que pode ser forte ou menos forte que pode ser correspondido ou não.
Às vezes, se conseguimos, é mais fácil "ignorá-lo", deitá-lo para trás das costas porque gato escaldado...

É dificil sabermos que alguém gosta mesmo de nós e encará-lo do mesmo modo. Até podemos pensar "realmente seria fácil, cómodo, mas... não teria sabor nenhum... só iria magoar..." e devagarinho vamos pondo uma distância que até nos pode custar...


E quando gostamos de alguém que também gosta de nós?
Mas que sente que se prende porque sente que tem de dar um nome, uma etiqueta?
Que avança depressa demais e num instante tenta voltar atrás?
Que se assusta sem saber ou até sabe mas não quer dizer?

Quer e não quer, e... enxota

Que quando nos afastamos até para nos protegermos... não entende

Quando desligamos...

Insiste

E ficamos sem perceber o que quer, sem saber que passo dar? Não perguntamos, deixamos no ar...

Que entenda o que sente

Que decida o que quer

Porque nós sabemos

Entendemos até o que outro sente mas não podemos, não queremos e talvez não devamos ajudar... tem de ser ele/a a "acordar"...
Relações que são muitas vezes ralações :) :(

4 comentários:

Alexandre disse...

Somos por natureza bichos complexos... complicados... com maior ou menor intensidade ;)

mimanora disse...

Alexandre, somos não somos?... mas podiamos ser um bocadinhos mais descomplicados, aliás acho que cada vez complicamos mais no que respeita a sentimentos e emoções. Estarei errada???

Beijinho

Nirvana disse...

E porque fazemos tantas perguntas, Mimanora? Porque temos sempre de questionar? Perguntamos tantas coisas e por vezes deixamos de perguntar o que devia ser perguntado!
(lei-se eu em vez de nós).
E mesmo quando queremos que tudo seja simples, não nos deixam!
Beijinhos

Cai de Costas disse...

Nem mais.